Manual de Conduta

Eu Sou Ético

A identificação com a cultura da empresa é fundamental para o engajamento de seus colaboradores, por isso, todos fazem parte da filosofia humanitária e seguem as normas e conduta do Grupo Souza Lima.

Manual de Conduta
  1. OBJETIVO

Estabelecer e definir as diretrizes de conduta a todos os gestores, coordenadores, supervisores e colaboradores com cargos de liderança quanto aos princípios éticos e morais que o Grupo Souza Lima espera ter dos mesmos em suas relações com demais colaboradores, fornecedores, clientes e demais partes interessadas.

  1. DEFINIÇÃO

Compliance: O termo compliance é originário do verbo, em inglês, “to comply”, e significa estar em conformidade com regras, normas e procedimentos.

Suborno: O termo suborno significa a corrupção realizada sobre um indivíduo, seja através de entrega de uma quantia em dinheiro, de um presente ou da realização de um favor para depois obter dessa pessoa algo que necessita ou aprecia. O suborno também é chamado de corrupção e na linguagem popular de propina.

Assédio Moral: O Grupo Souza Lima não tolera atitudes que evidenciem o assédio moral, definido como o mau trato aplicado ao indivíduo, derivado de uma lógica perversa na relação de poder existente no local de trabalho. O assédio moral está relacionado à presença de ações e condutas por parte do detentor do poder, contra o bem estar do colaborador, manifestado por humilhações, xingamentos e perseguições, cuja repetição e permanência acabam por desencadear um processo de diminuição da sua auto-estima.

Assédio Sexual: O Assédio Sexual é crime previsto no Código Penal Brasileiro:

“Artigo 216-A: Constranger alguém com o intuito de obter vantagem ou favorecimento sexual, prevalecendo-se o agente da sua condição de superior hierárquico ou ascendência inerente ao exercício do emprego, cargo ou função. Pena – detenção, de 1 (um) a 2 (dois) anos.”

São consideradas condutas de assédio sexual, atitudes como: propostas repetidas ou insinuações sexuais verbais, escritas, gestuais ou físicas.

As denúncias sobre assédio sexual serão analisadas e, caso seja verificada a veracidade da denúncia, o Gestor, Coordenador, Supervisor e/ou ocupantes de cargos de Liderança que cometeu a infração será penalizado com o desligamento por justa causa da empresa, sem prejuízo das sanções legais.

Propriedade Intelectual: Entende-se por propriedade intelectual, o know-how, dados técnicos, informações de processos e de mercado, relatórios, sistemas, entre outros, que podem beneficiar um concorrente, pessoa, empresa ou parte interessada, utilizada para favorecer ou prejudicar o cliente ou a parte interessada.

Ingerência Administrativa: Ato, ocasionado por outros departamentos, de intervir em ações, processos e/ou decisões cuja responsabilidade compete exclusivamente à área administrativa. É terminantemente proibida a ingerência administrativa por parte dos gestores, coordenadores e supervisores na Matriz e nas bases e filiais. Em cada local há representantes administrativos que respondem diretamente à Matriz, não podendo ser coagido ou intimidado por colaboradores operacionais. Portanto, qualquer assunto de ordem administrativa deve ser direcionado à Gestora Geral Administrativa.

  1. APLICAÇÃO

 Este procedimento deve ser aplicado a todos os Gestores, Coordenadores, Supervisores e aos ocupantes de cargos de Liderança nas atividades exercidas em conjunto com os demais colaboradores, fornecedores, clientes e demais partes interessadas.

  1. REFERÊNCIAS

 ISO 9001:2008 – Item 6.2 – Recursos Humanos.

  1. INTRODUÇÃO

 O presente Manual, visando criar condições indispensáveis à harmonia entre pessoas que trabalham em conjunto e buscando o bom entendimento no sentido de atingir um objetivo comum, estabelece e define as normas éticas e condutas corporativas que dirigem as relações de trabalho entre os colaboradores, fornecedores, clientes e demais partes interessadas. A postura ética é uma exigência, o que significa que além de todos agirem coerentemente com os discursos moral e ético, devem combater e evitar que atos contrários sejam cometidos ao seu redor.

  1. PRINCÍPIOS E VALORES ÉTICOS E MORAIS

 6.1 7 – Relacionamentos:

  1. a) Público em geral

Nossas relações são pautadas em respeito e credibilidade, e não admitimos:

  • Preferências, preconceitos ou discriminação quanto a: raça, cor, nacionalidade, religião, sexo, idade, estado civil, orientação sexual, deficiência física ou posição social;
  • Qualquer tipo de ato que possa ser caracterizado como bullying;
  • Atitudes abusivas ou ofensivas (gesto, palavra, comportamento), contra a integridade moral e física de qualquer pessoa, tais como assédio moral, sexual, econômico, intimidações, ameaças ou ofensas.
  • Receber visitas ou introduzir pessoas estranhas no recinto da empresa, sem prévia autorização formal (e-mail, SMS, Whatsapp, etc.) de seu superior imediato;
  1. b) Colaboradores

 O Capital Humano é eleito pelo Grupo Souza Lima, como seu recurso mais importante e valioso para o desenvolvimento e crescimento de seus negócios. A transparência e o respeito nas relações propiciam um ambiente de trabalho harmonioso, de confiança mútua com responsabilidades em todos os níveis, possibilitando o desenvolvimento e crescimento pessoal e profissional de todos os colaboradores.

Competem aos Gestores, Coordenadores, Supervisores e aos ocupantes de cargos de Liderança:

  • Prezar pela imagem em todas as nossas esferas de relacionamento. A conduta da Liderança deve refletir os princípios éticos e morais e, dessa forma, reforçar o comportamento responsável de cada colaborador, requerendo a consciência e maturidade para questões que possam interferir no desempenho de suas funções e em sua conduta pessoal;
  • Zelar pela harmonia no serviço, bem como pelo espírito de cordialidade e colaboração com relação a seus subordinados e superiores;
  • Manter a boa ordem e segurança no serviço de sua responsabilidade;
  • Delegar e distribuir serviços, obedecendo a capacidade e habilidade de cada um;
  • Dialogar, orientar e fornecer feedback aos colaboradores e subordinados;
  • Não abusar ou exceder em sua autoridade;
  • Incentivar o desenvolvimento profissional de seus liderados, com a participação em palestras e treinamentos.

Assédio Moral – A empresa não tolerará atitudes que evidenciem o assédio moral, definido como maus-tratos aplicados ao indivíduo, derivados de uma lógica perversa na relação de poder existente no local de trabalho. O assédio moral está relacionado à presença de ações e condutas por parte do detentor do poder, contra o bem-estar do colaborador, manifestado por humilhações, xingamentos e perseguições, cuja repetição e permanência acabam por desencadear um processo de diminuição da sua autoestima.

Assédio Sexual – A empresa não admite nenhum tipo de assédio moral, econômico, sexual ou de qualquer outra natureza que englobe qualquer conduta que afete negativamente o desempenho do trabalho, que denigra a dignidade de qualquer pessoa ou gere um ambiente de trabalho intimidador, hostil ou ofensivo. São consideradas condutas de assédio sexual atitudes como propostas repetidas ou insinuações sexuais verbais, escritas gestuais ou físicas.

O empregado que se considerar humilhado, intimidado, discriminado, constrangido, assediado ou alvo de preconceito, pressão, pratica abusiva ou de desrespeito deverá comunicar tal fato ao Serviço de Atendimento através do seguinte telefone: 08007705633 ou seguinte e-mail: sac@gruposouzalima.com, onde as denúncias serão recebidas, apuradas, tratadas e mantidas em sigilo.

  1. c) Clientes

O relacionamento com o cliente é pautado em profissionalismo, transparência, qualidade, cordialidade e ética. O Grupo Souza Lima respeita a confidencialidade e privacidade de seus clientes.

  1. d) Parceiros: Fornecedores, prestadores de serviços e partes interessadas.

A relação de parceria é fundamental para a realização de nossos negócios. Enquanto prezamos pela boa imagem e conduta ética, procuramos estabelecer relacionamentos isentos de subornos e exigimos esta reciprocidade de nossos parceiros, ou seja:

  • Cumprimento das exigências legais;
  • Confidencialidade dos dados de suas negociações/operações com o Grupo Souza Lima;
  • Cumprimento da obrigação de confidencialidade, sigilo e total discrição a respeito dos dados e informações que venham a ter acesso por qualquer meio ou forma, conforme disposto em contrato.
  1. e) Concorrentes

 Prezamos pela concorrência leal e tratamos nossos concorrentes com o mesmo respeito que deles esperamos ter, não fazendo comentários que possam afetar a sua imagem ou contribuir para a divulgação de boatos. 

  • Gestão da Cultura Ética e Moral

A aplicação das diretrizes definidas neste Manual é de responsabilidade dos Gestores, Coordenadores, Supervisores e dos ocupantes de cargos de Liderança do Grupo Souza Lima, que devem:

  • Manter-se atualizados quanto às normas legais, regulamentares, estatutárias e demais instruções relevantes para o desempenho de suas atividades;
  • Garantir o sigilo e confidencialidade das informações;
  • Estar atentos às situações que figurem um conflito de interesse, real ou potencial e com isso venha a interferir na capacidade de se manter isento e tomar decisões imparciais em relação ao Grupo Souza Lima;
  • Proibir e estar proibidos de exercer concorrência direta ou indireta em qualquer segmento do grupo, não podendo representar, fazer consultoria ou dar qualquer apoio à concorrência do Grupo Souza Lima.
  • Informar à Alta Direção quando o cônjuge, filhos ou parentes de 1º grau estiverem trabalhando ou em vias de trabalhar em empresas que concorrem diretamente com os serviços e segmento de atuação do Grupo Souza Lima.
  • Ser cautelosos ao fazer comentários sobre negócios seja no ambiente de trabalho, em locais públicos ou privados;
  • Zelar pela imagem do Grupo Souza Lima, dentro e fora do ambiente de trabalho, sabendo que não são toleradas atitudes prejudiciais à empresa e aos colaboradores, tais como:
  • Consumo de álcool;
  • Práticas de jogos de azar;
  • Uso de Drogas;
  • Outras práticas incompatíveis com a posição ou cargo do colaborador.

Todo desrespeito leva a aplicação de medidas punitivas e até rescisórias de acordo com a legislação vigente.

  1. NORMAS DE COMPLIANCE

7.1 – Propriedade Intelectual

O resultado do trabalho de natureza intelectual e de informações estratégicas, gerados no Grupo Souza Lima, é de propriedade exclusiva da empresa. Desta forma, deve-se tratar de forma confidencial as informações sobre a propriedade intelectual, não sendo permitida a divulgação de quaisquer informações sem autorização da Alta Direção da empresa.

Os Gestores, Coordenadores, Supervisores, ocupantes de cargos de Liderança e seus liderados devem preservar a confidencialidade de qualquer informação relativa à empresa e aos clientes, obtida no desenvolvimento das atividades relacionadas ao Grupo Souza Lima, de caráter pessoal ou profissional, mesmo após o término do vínculo com a empresa.

É terminantemente proibida a cópia ou reprodução parcial ou total e a veiculação da Propriedade Intelectual do Grupo Souza Lima, por seus colaboradores, através de e-mail, pen drive, CD, HD externo, whatsapp, sites de relacionamentos, redes sociais, etc. Salvo quando houver permissão prévia da Alta Direção.

É expressamente proibido aos colaboradores e será considerado como ato de violação de segredo profissional e ato de improbidade, tomar anotações ou cópias de detalhes técnicos e administrativos sobre qualquer assunto que se relacione com as atividades industriais e comerciais da empresa, para fins particulares, assim como permitir ou facilitar sua retirada das dependências da empresa.

  1. BRINDES E PRESENTES

O Grupo Souza Lima não incentiva o recebimento ou oferecimento de brindes e presentes, seja de/para, parceiro, distribuidor, prestador de serviços ou clientes.

Os brindes ou presentes oferecidos aos colaboradores do Grupo Souza Lima serão sorteados entre todos os colaboradores, independentemente do cargo ocupado ou área de atuação.

É vedado o oferecimento ou recebimento de ofertas em dinheiro por qualquer motivo.

  1. EVENTOS ORGANIZADOS POR TERCEIROS

A participação de colaboradores em eventos promovidos por parceiros, fornecedores, concorrentes ou não concorrentes do Grupo Souza Lima, deve ser submetida à aprovação de seu Superior Imediato e/ou Alta Direção.

 

  1. USO DOS SISTEMAS ELETRÔNICOS DE INFORMAÇÃO

Todas as regras do presente Manual visam basicamente o desenvolvimento de um comportamento ético, moral e profissional, sendo aplicáveis também ao uso dos Recursos de Informática: E-mail, internet, Nextel e etc.

A veiculação de informações deverá obrigatoriamente estar relacionada às atividades profissionais, não sendo permitidas mensagens obscenas, correntes de arrecadação de recursos, sites de relacionamentos, redes sociais ou outras de natureza semelhante.

Os softwares protegidos por direitos autorais não devem ser copiados. Da mesma forma, é proibida a instalação de programas nos computadores que não tenham sido autorizados pela área de Tecnologia da Informação.

Todos os recursos tecnológicos da empresa são passíveis de auditoria e monitoramento com a finalidade da proteção e preservação dos dados e imagem sob a responsabilidade do Grupo Souza Lima.

Todo o conteúdo do Item 7.1 deste manual deve ser cuidadosamente observado.

  • Acesso à Rede

O código de identificação (login) e a senha (password) para acesso à rede são pessoais e confidenciais, não sendo permitido o seu empréstimo a quem quer que seja e sob qualquer pretexto.

  • Restrições do Uso da Internet

Proibido alterar as configurações e parâmetros de segurança das estações de trabalho e notebooks, bem como a proteção de tela, papel de parede, assinaturas eletrônicas e quaisquer outras alterações dos padrões estabelecidos pela empresa;

  • Proibido expor, armazenar, distribuir e/ou editar, através dos recursos de informática da empresa, qualquer espécie de material que contenha conteúdo pornográfico ou que venha a ofender os princípios morais e éticos, bem como utilizar quaisquer dos recursos a que se referem neste manual para atividades ilegais, sendo motivo para demissão por justa causa, sem prejuízo das sanções penais que caracterizam este ato. A empresa cooperará ativamente com as autoridades nesses casos;
  • O Grupo Souza Lima restringe o uso da Internet, não permitindo utilizá-la para acessar site de bate-papo, redes sociais, sites de relacionamento, compras eletrônicas, pornografia, ou qualquer outra atividade semelhante;
  • Redes Sociais

 O Grupo Souza Lima proíbe o uso das redes sociais para:

  • A divulgação de conteúdo da propriedade intelectual que possa causar perdas e danos a empresa, aos clientes, parceiros e partes interessadas.
  • Divulgação de conteúdo pornográfico ou de foro íntimo de seus colaboradores, clientes, parceiros e partes interessadas. Divulgações dessa natureza podem causar constrangimento e ações judiciais cujas sanções estão previstas na lei.
  • Divulgação de fotos, vídeos, áudios ou outra forma de conteúdo que venham a denegrir a imagem do Grupo Souza Lima, de membros da Alta Direção e colaboradores que por razões corporativas ficam em maior evidência no desempenho de suas funções. A quebra dessa proibição será tratada na formada lei.

 

  • O Uso do E-mail

O e-mail é uma ferramenta essencial de trabalho e faz parte do cotidiano. Portanto é muito importante ser utilizado corretamente, seguindo algumas regras e tendo cuidados especiais, sabendo distinguir entre trabalho e vida pessoal sempre com responsabilidade, ética e profissionalismo.

O Grupo Souza Lima permite o uso do e-mail de forma estritamente profissional, com uma comunicação clara e objetiva, sem a veiculação de informações prejudiciais ou que estejam relacionadas à propriedade intelectual do grupo.

  1. LIGAÇÕES TELEFÔNICAS, USO DO TELEFONE CELULAR E RÁDIO

O telefone também é uma ferramenta de trabalho e faz parte do cotidiano, devendo ser utilizado profissionalmente, sendo terminantemente proibido o uso para entretenimento.

Ligações interurbanas e para celulares devem durar o tempo estritamente necessário.

Os colaboradores deverão utilizar os telefones fixos e celulares exclusivamente para assuntos corporativos.

A campainha do celular e do rádio deve ser ajustada para volume baixo ou no modo vibratório.

Não utilizar o rádio no módulo viva voz, pois pode atrapalhar e tirar o foco das atividades de outros colaboradores.

O bom senso deve sempre prevalecer.

  1. CONFIDENCIALIDADE DE INFORMAÇÕES NA IMPRENSA

  • Não utilizar logomarca da empresa sem autorização prévia;
  • Não divulgar informações à Imprensa;
  • Não conceder entrevistas ou participar de programas da mídia em nome da empresa, sem a devida autorização da Alta Direção do Grupo Souza Lima.

 

  1. USO DE COMBUSTÍVEL

O combustível deve ser utilizado de maneira racional, para uso exclusivamente profissional.

O Depto da Frota monitora o consumo corporativo de todos os veículos e tem a autoridade de aplicar sanções quando o abuso no consumo for verificado.

  1. UTILIZAÇÃO DOS VEÍCULOS DA EMPRESA

Os veículos do Grupo Souza Lima são identificados com a sua logomarca. O colaborador, quando autorizado a utilizar estes veículos, deverá respeitar todas as normas e leis de trânsito, zelando pela conservação e imagem da empresa.

Somente colaboradores autorizados pela empresa poderão dirigir o veículo. Não será permitida a utilização dos veículos da empresa para uso pessoal, sem a prévia autorização do Superior Imediato.

É terminantemente proibido o empréstimo do veículo da empresa para cônjuges, filhos, familiares, parentes, amigos, fornecedores e clientes sem a prévia autorização da Alta Direção.

É terminantemente proibido transportar ou dar carona a familiares, parentes e amigos utilizando o veículo da empresa. Exceções necessitarão de autorização prévia da Alta Direção.

O Grupo Souza Lima não se responsabiliza por subtração ou perda de bens deixados no interior dos veículos que compõe a sua frota.

O Grupo Souza Lima se isenta de qualquer questão jurídica ocasionada por acidente de trânsito, com ou sem vítimas, em que haja o envolvimento de cônjuge, filhos, familiares e parentes.

  1. PREJUÍZOS CAUSADOS À EMPRESA

Prejuízos causados à empresa por dolo ou culpa (negligência, imperícia ou imprudência), caracteriza-se quando houver:

  • Sonegação de valores e/ou objetos confiados;
  • Danos e avarias em qualquer bem da empresa que estiver sob sua guarda, uso ou sujeito à sua fiscalização;
  • Erro de cálculo doloso contra a empresa; e
  • Multas de trânsito e avaria por ato de má conduta ao volante na condução de veículos da empresa. O desconto fica autorizado com a anuência e concordância do colaborador.
  1. PROTEÇÃO DE ATIVOS

Os ativos da empresa: instalações, bens, equipamentos e informações são disponibilizados aos colaboradores do Grupo Souza Lima com a finalidade exclusiva de atender aos interesses corporativos legítimos da empresa.

É de total responsabilidade de todos zelar, proteger e preservar os ativos da empresa, assim como manter o cuidado necessário à sua manutenção e conservação, comunicando as anormalidades encontradas.

 

  1. CONCORRÊNCIA DESLEAL – EX-COLABORADOR NA CONCORRÊNCIA

Os colaboradores que estiverem solicitando o desligamento, para trabalhar na concorrência, deverão comunicar essa decisão aos seus superiores, informando, inclusive detalhes sobre o concorrente e garantir que informações privilegiadas não sejam divulgadas ao novo empregador.

A Lei 9279 de 14.05.1996, artigo 195 incisos XI XII cita que comete crime de concorrência desleal quem:

“XI – divulga, explora, utiliza-se, sem autorização, de conhecimentos, informações ou dados confidenciais, utilizáveis na indústria, comércio ou prestação de serviços, excluídos aqueles que sejam de conhecimento público ou que sejam evidentes para um técnico no assunto, a que teve acesso mediante relação contratual ou empregatícia, mesmo após o término do contrato”;

“XII – divulga, explora ou utiliza-se, sem autorização, de conhecimentos ou informações a que se referem o inciso anterior, obtidos por meios ilícitos ou a que teve acesso mediante fraude”.

 

  1. AMIZADES COM PESSOAS QUE TRABALHAM NA CONCORRÊNCIA

O Grupo Souza Lima não proíbe a amizade de seus colaboradores com a concorrência. Porém, entende ser crime passível de punição legal, amizade ou relacionamento que:

  • Divulga, sem autorização prévia, lista de preços, planilha aberta, lista de clientes, orçamentos, cláusulas contratuais, dados pessoais e corporativos dos clientes, etc.
  • Explora, de maneira ilícita, banco de dados, servidores, informes contábeis, ficais ou financeiras, e-mails, etc., para retransmitir a concorrência ou a amigos com o intuito de adquirir proveitos pessoais e corporativos.
  • Utilize, indevidamente, o nome do Grupo Souza Lima para adquirir vantagens ilícitas ou fraudulentas perante a concorrência;
  • Venha denegrir a imagem do Grupo Souza Lima perante o mercado e seus concorrentes para obter maior participação no mercado ou contratos estratégicos.

 

  1. PRESTAÇÃO DE CONTAS

A prestação de contas deve ser entregue à Controladoria, juntamente com os comprovantes e a Ordem de Pagamento, para ressarcimento ou reembolso.

  • Viagens

As viagens, para fins profissionais, deverão ser previamente agendadas, após comunicação e aprovação da Alta Direção. Não sendo permitidas viagens para lazer ou recreação.

Os superiores devem monitorar as viagens de seus liderados e seus resultados, podendo fazer consultas aos locais visitados e solicitar relatórios, quando necessários.

  • Passagens

As passagens deverão ser previamente aprovadas e devem ser solicitadas para fins profissionais. É terminantemente proibida a inclusão de parentes ou terceiros alheios às atividades do Grupo Souza Lima.

  • Hospedagens

Para efetuar as reservas de hospedagens é necessário ter acesso ao portal do fornecedor de viagens autorizado e aguardar a aprovação on-line da Gerência Geral Administrativa. Em caso de dúvidas, consulte o responsável por hospedagens na Gerência Geral Administrativa.

Definido o hotel ou pousada, não será permitida a troca de estabelecimento sem a comunicação prévia à Gerência Geral administrativa e aos demais envolvidos.

A prestação de contas deverá ser clara, apoiadas por comprovantes legais e entregues ao envolvidos para verificar as informações e providenciar reembolso ou ressarcimento dos valores devidos.

É terminantemente proibida a inclusão de parentes ou terceiros alheios às atividades do Grupo Souza Lima nas reservas de hospedagens e no usufruto das instalações de hotéis e pousadas.

O valor máximo diário para as refeições deve ser respeitado. Se o colaborador possuir VR ou VA, o complemento é disponibilizado para que se complete o valor máximo diário que pode ser usado de acordo com a preferência do mesmo, exceto para bebidas alcoólicas e cigarros.

Quanto ao valor da hospedagem, deve-se respeitar o valor máximo estabelecido para pousadas ou hotéis já cadastrados em cada cidade. Fica a critério de cada colaborador a solicitação em outro hotel, que fique mais próximo ao local que será visitado desde que o valor máximo permitido seja respeitado.

  1. CAIXINHA

A verba destinada ao uso das bases e filiais deve ser utilizada com responsabilidade. Novos valores somente serão liberados após a prestação de contas do valor anteriormente liberado.

 

  1. UTILIZAÇÃO DA VERBA DO DEPARTAMENTO (CENTRO DE CUSTO)

As verbas solicitadas para despesas pessoais em viagens autorizadas deverão ser comprovadas, mediante a apresentação de recibos. A não apresentação dos mesmos implicará em descontos ou solicitações de reembolsos.

Os colaboradores deverão ser éticos nos usos das verbas solicitadas, sendo proibida a utilização para fins de proveito próprio e contrário á destinação corporativa.

  1. NEGOCIAÇÃO HABITUAL

Não é permitido, nas dependências da empresa, comércio paralelo (venda de cosméticos, produtos alimentícios, etc.), por conta própria ou alheia, nos termos do art. 482, “c”, da CLT.

  1. AUTONOMIA DOS GESTORES CORPORATIVOS

Os gestores corporativos têm autonomia sobre as atividades das bases e filiais para a realização de auditorias, podendo interferir nos problemas com soluções preventivas e corretivas. As visitas realizadas estão isentas de pré-comunicação aos gestores locais.

  1. RESCISÃO DE CONTRATO E FECHAMENTO DE POSTOS

Os gestores são responsáveis por monitorar informações sobre rescisão de contratos e fechamento de postos para que possam fazer a retirada de todos os equipamentos e materiais alocados na implantação. Após a retirada, esses equipamentos e materiais devem ser devolvidos à Matriz.

 

  1. DOCUMENTOS DA QUALIDADE DE IMPLANTAÇÃO

Os Gestores, coordenadores e supervisores devem ajudar a Qualidade de Implantação a manter atualizados os documentos obrigatórios para cada posto quanto à sua vigência, atualização, preservação e treinamento, quando aplicável.

 

  1. CONCESSÃO DE PROMOÇÃO

A promoção de cargos e salários pode ser concedida pelos supervisores, coordenadores e gestores, e deverá ter a aprovação do superior imediato.

A concessão de promoção deverá ser precedida do preenchimento de formulário apropriado com a avaliação do superior e as justificativas para a concessão.

 

  1. PRESERVAÇÃO E CONTROLE DAS BASES E FILIAIS

Todas as demandas prediais observadas nas bases, tais como: Troca de lâmpadas, vazamentos, pinturas, materiais de escritório, etc., deverão ser administrados pelos gestores das bases ou filiais. Demandas maiores deverão ser aprovadas pela Gestora Geral Administrativa.

 

  • Abertura e Fechamento das Bases e Filiais

Os Gestores são responsáveis por manter a disciplina de seus liderados quanto ao cumprimento de horário para a abertura das bases. As atividades operacionais se iniciam às 07:00. As atividades administrativas às 08:00.

 

  • Pontualidade

Os gestores, coordenadores e supervisores são responsáveis por manter a pontualidade na abertura das bases ou filiais para o início das atividades operacionais.

O horário de trabalho deve ser cumprido rigorosamente por todos os empregados, podendo ser alterado pela Empresa sempre que se fizer necessário. Os colaboradores deverão estar nos respectivos locais de trabalho à hora inicial da jornada, não sendo permitidos atrasos, exceto se motivados por força maior.

O horário de trabalho poderá ser prorrogado independentemente de qualquer acordo, sempre que houver imperiosa necessidade de serviço ou motivo de força maior, ficando o colaborador obrigado à prestação de serviços pelo excesso de tempo necessário, obedecidas as disposições legais vigentes.

A dispensa de marcação do ponto, a critério exclusivo do empregador, poderá ser concedida a título precário, o que não exonera o empregado de observar rigorosamente o seu horário de trabalho.

  1. DILIGÊNCIA NO ATENDIMENTO A CLIENTES

Os Gestores, Coordenadores, Supervisores e demais líderes do Grupo Souza Lima têm o dever de dar pronto atendimento ao cliente, traduzido pela postura atenciosa, prestativa e cordial.

O colaborador deve retornar prontamente as ligações e mensagens de clientes e cumprir com antecedência ou pontualidade os prazos combinados.

As informações solicitadas e as consultas efetuadas por clientes devem ser respondidas de forma ágil, completa e precisa e, quando não puderem ser efetuadas dessa maneira, devem ser imediatamente encaminhadas ao colaborador responsável.

O atendimento deve privilegiar o bom relacionamento entre clientes e colaboradores do Grupo Souza Lima, observando-se a preferência dos diretamente envolvidos ou previamente indicados pelos clientes.

O Grupo Souza Lima disponibiliza canais de atendimentos para receber reclamações de clientes, fornecedores e partes interessadas, seja por contato telefônico, e-mail, site, reunião presencial, etc.

  1. USO DE UNIFORME E IDENTIFICAÇÃO

Os Gestores, Coordenadores e Supervisores e colaboradores deverão usar uniforme ou roupa social de segunda a quinta-feira. Às sextas-feiras é permitido o casual day (camisa pólo da empresa e calça jeans).

  • Uso do Crachá

O uso do crachá é obrigatório, sendo pessoal e intransferível aos colaboradores. Cada colaborador é responsável pela guarda e conservação de seu crachá.

  1. SOLICITAÇÃO DE UNIFORMES

A solicitação de uniforme dever ser feita ao Call Center que irá verificar se a solicitação procede. Após a aprovação, o uniforme solicitado é despachado e entregue ao solicitante.

30.1. Troca de Uniformes

O uniforme será trocado quando houver de desgaste do material, mesmo que esteja dentro do prazo mínimo para a troca.

Os uniformes para a implantação de postos nas filiais devem ser solicitados pelo Depto da Qualidade de Implantação, para postos controlados pela Matriz, a solicitação é feita pelo RH. Após a inserção das informações com o RE do colaborador no sistema, inicia-se o controle do tempo de uso do uniforme.

Para solicitação de troca de uniforme via Call Center pelo coordenador, supervisor, líder, inspetor ou funcionário: É necessário vincular o RE à solicitação e o uniforme atender ao prazo mínimo para troca.

Para troca de uniforme fora do prazo mínimo, é obrigatória a apresentação de evidencias (ex.: “fotos, itens, etc.”) que comprovem as condições do material.

Quando for necessária a troca do uniforme antes do prazo mínimo por conta de perda ou confirmação de mau uso, um vale será emitido no valor do material para ser descontado do funcionário.

O uniforme antigo deve ser devolvido em até 15 dias após a entrega do novo uniforme. A não devolução do antigo uniforme provocará a emissão de vale no valor correspondente ao novo uniforme para ser descontado do funcionário.

Cliente/Contratante: Quando a solicitação de troca for uma exigência do Cliente/Contratante; faz-se necessário um e-mail do Cliente/Contratante com essa solicitação. (Quando isso gerar custos extras deverá ter a anuência do Depto Comercial, Diretoria e Gestão Operacional).

 

Solicitação de EPI:

Todo EPI deve ser acompanhado pelo formulário de entrega de EPI e precisa ser assinado pelo funcionário no ato da entrega.  Os formulários preenchidos e assinados devem retornar ao Call Center e serão encaminhados ao departamento de Segurança do Trabalho.

 

30.2.  Prazo de entrega das solicitações pelo Almoxarifado da Matriz:

  • Material saindo da Matriz para postos em São Paulo-SP o prazo é de até 05 dias.
  • Material saindo da Matriz para as Demais Localidades o prazo é de até 10 dias.

Toda entrega de novo material será acompanhada de um protocolo que deverá ser assinado no ato da entrega com nome e RE.

Os Coordenadores, Supervisores, Líderes e Inspetores poderão fazer suas solicitações pelo e-mail callcenter@gruposouzalima.com. Os funcionários poderão fazer suas solicitações através do 0800-770-5633 ou pelo e-mail callcenter@gruposouzalima.com, de segunda a sexta-feira, das 08h às 19h, exceto feriados.

  1. HIGIENE, SAÚDE E ORGANIZAÇÃO

Zelar pela higiene, organização e limpeza dos locais de trabalho, colaborando com manutenção da ordem consoante com os serviços de limpeza prestados pela empresa.

A limpeza, higiene e organização dos locais destinados à refeição e sanitários são responsabilidades de todos os usuários.

  1. CONSIDERAÇÕES FINAIS

Os gestores, coordenadores e supervisores devem incentivar e promover o cumprimento das normas estabelecidas neste Manual;

Informar imediatamente a empresa sempre que tiver suspeita fundada ou conhecimento de algo que não esteja de acordo com os princípios mencionados neste Manual.

  1. HISTÓRICO DAS MODIFICAÇÕES

REVISÃO DATA RESUMO DE ALTERAÇÕES
00 04.01.2016  Versão Inicial.
01 26.04.207 Revisão: Item 19 (Hospedagem), item 30.1 (Solicitação de uniforme), Item 30.2 (Prazo para entrega de solicitações).
  1. ANEXO

Termo de Compromisso com o Colaborador do Grupo Souza Lima (Gestores, Coordenadores, Supervisores e outros ocupantes de cargos de Liderança).

Contato Empresa de Segurança

FALE CONOSCO

Envie uma mensagem, tire suas dúvidas ou mande sugestões para o Grupo Souza Lima

Cotação Orçamento em Segurança

SOLICITE UMA COTAÇÃO

Entre em contato com os consultores de segurança do Grupo Souza Lima para mais informações

SAC Atendimento

SAC 0800 774 0042

Entre em contato com a Central de Atendimento do Grupo Souza Lima

WhatsApp Segurança

WHATSAPP 11 995571 2990

Entre em contato com o Grupo Souza Lima pelo aplicativo WhatsApp